Blog

Um dia de cada vez

Para respirar
Para ler
Não ler
Viver
Trabalhar
Sobreviver
Pegar os cacos de volta

E continuar amanhã
Desabafar hoje

Desaguar
Correnteza hoje
Corre!


O mundo gira enquanto luto
Ciclo no luto – Nega, aceita, deprime, sente raiva, aceita…
Um dia de cada vez,
Um dia de cada de luta,
Um dia de cada perda,
Um dia de cada ganho
Um dia oxigênio
Respiro
E inspira para sempre


Parece tudo contra o tempo ou parece tudo ao mesmo tempo?

Comemora as pequenas conquistas do dia
Levanta, recolhe tudo, enfia na mala e segue…
Ser vida é ser uma eterna viajante, estamos só de passagem!
Cata o que dá, faz como deu, mas vive.
Para!
Segue em frente, recolhe e aprende!

Esse é um poema-respiro-lembrete que fiz para esses últimos tempos difíceis e pandêmicos em que a vida acontece enquanto alguém próximo e/ou você só quer respirar mais um pouco, em que a gente precisa se lembrar de viver um dia de cada vez, amanhã é outro dia e dá para juntar nossos pedaços e criar novas coisas com eles..

Eu sou Paloma, 26 anos, mulher negra, periférica, escritora, corajosa e viva! "O que a gente escreve toca e sente em escritas ficam imortais” Palu Macedo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *