Sté Souza, tem focado trabalhar com conteúdos que sejam para mulheres negras, com blogs, projetos de empreendedorismo e muito conteúdo nas redes sociais.

  • Blog

    Vamos falar sobre a série Atlanta?

    Porque os homens negros não estão falando sobre a série Atlanta ?  Vocês lembram quando o Donald Glover lançou “This is America”?  O Clipe já me fez apagar a introdução em que eu tentava explicar quem era Donald Glover e tenho certeza que hoje, você já deve saber quem ele é. Eu poderia ficar horas aqui rasgando elogios sobre como esse clipe é viciante, crítico, inteligente e dramático ao mesmo tempo, mas hoje quero falar sobre uma outra obra maravilhosa de Donald Glover que ainda está muito pouco comentada entre nós: ATLANTA!  Atlanta teve seu primeiro episódio lançado em 2016 e é uma comédia estranha, dramática, crítica e muito bem…

  • Blog

    Mulher preta é mais quente!

    Nós mulheres negras estamos sempre presas dentro de uma definição e uma delas, que eu acredito ser a mais forte no Brasil… é a que mulheres negras são fogosas, são mais quentes e bla bla bla! Aí você pensa que isso é só baseado no que os homens pensam certo? Mas vocês já olharam  a quantidade de páginas de ‘’beleza afro’’ por aí? Que são feitas por pessoas negras, as fotos são de pessoas negras e na maioria das vezes são sempre de quê? Mulheres e homens extremamente hipersexualizados.  Aqui é onde pausamos a conversa pra dizer um pouco sobre liberdade de expressão, certo? Você mulher negra pode e deve…

  • Blog

    Eu não mereço um convite pra sair?

    Desculpa se eu demoro pra te responder Desculpa se eu não tô muito afim de conversar  Me desculpa se eu não quero sair com você  Ou se eu me afasto sem te explicar   De verdade, é que talvez você não consiga entender Nesse mundo onde todo mundo quer amar  Que eu encontrei algo tão bom em mim  Que isso tem sido tudo pra me auto sustentar   Veja bem, as conversas rasas em mares mortos  Admito entender exatamente o que você quer  Mas olhando bem, desejar meu corpo  É tudo o que você consegue enxergar nessa mulher?    Eu não mereço um jantar e uma boa conversa? Eu não…

  • Blog

    Como é fazer parte dos 4%

    <Carta aberta, sobre uma mulher negra no mundo corporativo> Desde muito nova, quando meu pai me ensinou sobre ser independente. Coloquei toda a minha energia no trabalho. Confesso que no início quando meu pai dizia que por ser negra eu deveria ser duas vezes melhor, eu não entendia. Não parecia difícil, não parecia ser complicado, mas é.  Eu sonhei em ser uma executiva de negócios e por mais que exista em mim um espírito de empreendedorismo surreal, eu sempre quis fazer carreira em alguma empresa e ir crescendo com o tempo. Sempre achei bonito aquele papo de “ fulano entrou como estagiário e hoje é CEO”. E mesmo sendo de…

  • Blog

    Karol Conká, Lumena e a Mulher Preta no Brasil

    Vamos deixar um pouco os memes de lado, vamos colocar a personalidade complicada e as características que as fizeram errar em suas ações em outro ponto de vista e vem comigo em algumas observações que acabei tendo depois de pensar sobre tudo que vi nessas duas mulheres.  Já adianto que não vou passar pano para ninguém aqui, mas quero te mostrar um ponto de vista, que mesmo existente, não justifica as ações de ambas, bora? Eu sempre fui vista como uma mulher “militante” me deram essa “carga” muito nova, quando de fato eu estava descobrindo o racismo e começava a me posicionar fortemente contra ele, eu estava em uma fase…

  • Blog

    Como você vê o homem preto?

    Um homem negro tem família, tem sentimentos, tem sonhos, tem planos, tem carreira e profissão.  É difícil falarmos sobre esse assunto primeiro porque não é o meu lugar de fala e segundo, tenho que contradizer tudo aquilo que a mídia diz para vocês o tempo todo: O homem negro não é bem visto perante a sociedade.   Antes de entrarmos nesse assunto tão simples mas que é dito como complexo, quero deixar algumas falas que já ouvi aqui:  CEO de uma empresa   “Estava em um hotel e todas vezes que iria entrar os seguranças me barravam e me perguntavam se eu realmente estava hospedado ali… até que pedi pra que…

  • Blog

    OS PRETOS DO BBB NÃO SÃO IGUAIS

    Quando comecei a entrar nos assuntos de diversidade e militância, percebi que por mais que um preto tenha a mesma pretensão que a minha, às vezes, pensamos e agimos de formas diferentes pelo mesmo resultado.  Foi ai que eu percebi que os negros não são todos iguais, só porque temos as mesmas lutas e as mesmas dores e isso não é algo negativo, só é uma observação que a maioria das pessoas acabam não fazendo.  Quando dizem que eu me pareço com a Iza, com a Ludmila ou com a Tais Araújo e vejo que meus traços não são nada parecidos com os delas, eu percebo um exemplo muito bom…

  • Blog

    SENTIR DEMAIS NÃO É FRAQUEZA

    Sempre quis entender o porquê dessa nossa lei sentimental ter virado regra. Quem sente menos é forte e quem sente demais é fraco.  Demonstrar sentimentos viraram sinônimos de fraqueza, de carência, de gente que quer chamar a atenção, de gente que não sabe ser discreto, que quer se expor. Será que a depressão não é um fator que vem crescendo junto com essa guerra fria de sentimentos?  Eu não me importo, eu não te ligo, eu não puxo assunto, eu não resolvo, eu não respondo, eu não visualizo? Isso é ser forte pra vocês?  A tela do celular se tornou palco de egos, onde as pessoas estão perdidamente apaixonadas mas…

  • Blog

    Viver no amanhã é fugir do hoje

    Quando eu era mais nova eu dava um rumo pra minha vida no futuro, não importa como eu estava naquele momento, eu tinha plena certeza de que quando fizesse 18 anos a minha vida iria mudar completamente. E adivinhe só? Não mudou.  Não tive carro, não tive um apê só meu, não consegui o amor da minha vida, não fiz inglês, não viajei para fora. Enfim, meus planos foram frustrados porque ter 18 anos não era nada demais, e só percebi isso quando cheguei aos 18.  Acredito que existem muitas pessoas que como eu sonham que o amanhã será melhor e por muitas vezes é a única esperança que temos.…

  • Blog

    Meu cabelo e a sua curiosidade racista

    Há um tempo atrás, postei um vídeo em que a cantora Iza é bombardeada de perguntas sobre as suas tranças e vamos ser sinceras? Quem nuuuunca passou por uma situação chata como essa?  Nossa que cabelo diferente!  Você lava?  Você tira pra dormir?  Mas como você coloca?  Nossa acho muito estiloso. Demora muito pra fazer?  Dói muito?  Ai, deixa eu pôr a mão?  Nossa é cheiroso né?  Ai é fofinho, parece um algodão!  Nossa que macio.  Essas entre outras perguntas são feitas rapidamente uma atrás da outra e quando você menos percebe, temos uma mão mexendo e analisando cada canto da nossa cabeça. O que as pessoas esquecem de comentar…