• Blog

    Quantas transições cabem em um cabelo afro?

    Esse cabelo que diz muito sobre identidade, troca, sobrevivência, amor próprio, autonomia e liberdade. Quantas fases, cachos, crespos, tipos, tradições e traduções de nós cabem dentro dele?Quantos espelhos eu olhei? Quantos olhares diferentes eu tive sobre ele, seja meu ou do outro? Quantas de mim coube nesse cabelo todo? A transição que vem de dentro para fora é um processo diário, eu tentei pensar em quantas liberdades e histórias que meu cabelo veio contando junto comigo esse tempo todo, até me perguntei se a transição tem fim, será que tem? Será que é só deixar o crespo crescer e fim, acabou a transição? Acho que no sentido literal de como…

  • Blog

    4 conselhos para quem está entendendo o que é racismo e seus efeitos agora!

    Há 6 anos atrás eu tive o meu primeiro contato com os temas que hoje tomam as redes sociais: Racismo, machismo, feminismo negro, intolerância religiosa… mulherismo africana e entre outros assuntos que ainda são urgentes e que fizeram parte do meu despertar para consciência racial. Eu lembro que me afoguei em artigos até porque foi um professor da faculdade que me apresentou esses temas e foi na aula dele que eu comecei a me interessar pelo tema. Não foi atoa que eu fiz uma iniciação que falava sobre as posições de ocupação das mulheres negras no mercado de trabalho e que foi publicada, tá? (Acadêmica ela!!!!) Foi muito intenso processar…

  • Blog

    Isso não é só sobre o Lucas!

    “Eu te vejo, mas você não se mostraEu te vejo, enquanto você me mataEu te vejo, enquanto você me sufocaEu te vejo, enquanto você nos separa Porque só os meus olhos e a minha pele te vê? Porque enquanto você me enforca, ninguém te vê. Você está até entre os meus, enfincado, até aonde deveria ser só amor. Até aonde os nossos intelectuais estão. Eu te vejo, nas entranhas da morte que você carrega nas mãos. Eles inventaram, a gente reproduz. Como parar?” PALU Macedodez/2020 Escrevi esse poema antes mesmo de conhecer Lucas, antes mesmo de tudo isso acontecer. Mas senti algo parecido em algum momento da minha vida que…

  • Blog

    Atire a primeira ajuda

    Como lidar quando a gente se dedica muito pro mundo e pouco para gente mesmo? Eu escrevi essa nota no dia que eu entendi que eu não sabia pedir ajuda e como isso me sobrecarregava, por querer levar vários mundos em mim e como consequência, sem perceber, me descuidava do universo que eu sou. Eu tenho aprendido que tudo é troca, limites e prioridade. Em qual lugar você está nas suas escolhas, quem está presente nas suas trocas?